sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Porque filosofar é fundamental...

O que dizer da filosofia na hora atual da história da humanidade? Para muitos, ela já não tem nenhuma razão de ser, uma vez que as ciências particulares haveriam tomado o seu lugar. Para outros, ela não oferece nenhuma resposta às questões fundamentais da vida humana, mas está sempre às voltas com os problemas que rechearam a sua longa trajetória e que ela, a filosofia, nunca pôde resolver de maneira definitiva.

Como quer que seja, para mim não se pode fugir da filosofia, ainda que se a considere um saber reformável e sem muitas respostas definitivas para as grandes questões humanas. A filosofia ocupa um lugar teórico que jamais pode ser ocupado pelas ciências particulares e que encontra seu fundamento na constituição do espírito humano, que tende a ir às últimas consequências do pensamento enquanto tal. Na verdade, a filosofia é aquela instância do saber crítico e reflexivo que mantém o olhar dirigido para o todo, sem os limites que o estatuto de cada ciência particular impõe. Só a filosofia pode encarar o ser como tal e no seu todo, ainda que não possa desvendar-lhe o mistério último. Sem a filosofia, o pensar humano se reduz a uma pobre coisa, sem a perspectiva de liberdade infinita que só o olhar filosófico pode trazer.

Alguém talvez dirá que não é preciso nem é possível filosofar, aduzindo uma série de argumentos para justificar a sua posição. Mas, como já reconhecia Aristóteles, até mesmo para dizer que não se deve filosofar, deve-se filosofar, isto é, devem-se colocar questões que assumem o caráter da radicalidade que ultrapassa o âmbito metodológico das ciências. A filosofia não pode ser negada sem que se filosofe. Até para concluir que certas perguntas permanecem sem resposta definitiva, deve-se refletir em nível filosófico. Se não queremos plainar sorrateiramente apenas buscando teorias que expliquem o comportamento dos entes do mundo, devemos abraçar a reflexão que oferece as asas da crítica radical, do pensamento abissal e das perguntas mais derradeiras e que faz o homem voar segundo as suas genuínas possibilidades; tal reflexão se chama filosofia.

Um comentário:

  1. Ao meu ver, a tal morte da filosofia em nossa civilização é uma farsa. O que acontece é que os relativistas/progressistas tentam monopolizar o discurso filosófico e menosprezar a verdadeira filosofia, que é a busca da Verdade, para poderem seguir com suas agendas. Precisamos urgentemente de novos, verdadeiros e corajosos filósofos.

    ResponderExcluir