terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Qualidades indispensáveis da oração

.
Padre Elílio de Faria Matos Júnior

Em sua pregação sobre a Oração do Senhor (In Orationem Dominicam videlicet "Pater Noster" Expositio), Santo Tomás elenca as cinco qualidades mais importantes para uma boa oração. E assevera que a Oratio Dominica satifaz de modo excelente a todas elas, de tal maneira que "entre todas as orações, o Pai-nosso ocupa manifestamente o primeiro lugar" (Prólogo).

Eis as qualidades enumeradas por Santo Tomás, qualidades que, se quisermos colher bons frutos, jamais devemos deixar faltar às nossas orações:

1) A oração deve ser confiante: "devemos pedir com fé, em nada hesitando" (Tg 1,6).

2) A oração deve ser conveniente: devemos pedir a Deus só o que é justo e proveitoso. Alguns não são ouvidos porque pedem o que não convém: "Pedis e não recebeis, porque pedis mal (Tg 4,3).

3) A oração deve ser ordenada: devemos pedir de acordo com uma certa ordem, de modo a preferirmos os bens espirituais aos temporais, os celestes aos terrenos, conforme o ensinamento do Senhor: "procurai primeiro o reino de Deus e sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas" (Mt 6,33).

4) A oração deve ser devota: devemos rezar com fervor e devoção. Para isso ajuda a brevidade das palavras, uma vez que "frequentemente a devoção se enfraquece com a prolixidade da oração" (Prólogo). A devoção, sendo fruto da caridade, deve manifestar nosso amor a Deus e ao próximo.

5) a oração deve ser humilde: devemos esperar tudo alcançar pelo poder de Deus, não pelas nossas próprias forças. "Deus se volta para a oração dos humildes e não despreza sua súplica" (Sl 101,18). O publicano que se humilhou diante de Deus voltou para casa justificado; o fariseu, que se exaltou, não obteve justificação (cf. Lc 18 9,15).

Que a vida de oração, que outra coisa não é senão vida unida a Deus e em diálogo com Ele, produza em nós e através de nós frutos que durem para a vida eterna!

6 comentários:

  1. Prezado Pe. Elilio,
    Salve Maria!

    Tenho acompanhado seu blog e solicito sua autorização para reproduzir este e outros posts seus em nosso blog. Somos uma associação de ex-seminaristas redentoristas (UNESER-União de Ex-Seminaristas Redentoristas). Temos um site e um blog que administro (http://uneserinterativa.blogspot.com)onde postamos artigos de conteúdos diversos (sobre a CSsR, Igreja, Colegas, etc).
    Este seu artigo sobre as qualidades da oração, já estou reproduzindo, porém, se não concordar, deleto-o tão logo receba sua resposta.
    Visite nosso blog e sinta-se à vontade para participar dele.
    Parabéns pelo blog!
    José Roberto Staliano

    ResponderExcluir
  2. Prezado José Roberto,
    Obrigado por estar acompanhando o blog. O senhor tem autorização plena para reproduzir as matérias aqui postadas. Parabéns pelo seu blog, que vou passar a seguir.
    Deus o abençoe sempre!

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo texto, Padre.

    Sua bênção..

    ResponderExcluir
  4. Padre Elídio
    Paz e Bem!
    Também venho solicitar sua autorização para reproduzir, no blog que administro, seus posts.Aproveitarei também para divulgar seu blog, se concordar, é lógico.
    Sua bênção.

    ResponderExcluir
  5. Sim; tem autorização plena para reproduzir meus artigos e divulgar o blog. Obrigado!

    Aproveito para agradecer a Fábio Graa pelas palavras amigas.

    ResponderExcluir
  6. A boa oração é a que atinge os resultados esperados? Como saber se ora-se a Deus ou se é uma espécie de negociação? Como fica a liberdade se a oração cria novos caminhos?

    ResponderExcluir