terça-feira, 12 de maio de 2009

Ditos de sabedoria

Santo Agostinho, bispo e doutor da Igreja (354-430)

"Quem ama a liberdade e deseja estar livre do amor das coisas passageiras, aquele a quem apetece reinar, que fique unido e submisso a Deus, o único Senhor de todas as coisas, amando-o mais do que a si mesmo.

"Essa é a perfeita justiça - a que nos leva a amar mais o que vale mais, e amar menos o que vale menos.

"Que uma alma sábia e perfeita seja amada tal como nós a vemos. Uma alma insensata - não como nós a vemos - mas pela capacidade que possui de perfeição e sabedoria. Nem a nós mesmos devemos nos amar como se fôssemos uns incapazes. Pois quem se ama como incapaz nào progride na sabedoria. Ninguém há de se tornar o que aspira a ser, se não lhe aborrecer ser o que é presentemente."

(De vera religione, 48, 93)

Nenhum comentário:

Postar um comentário