quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Tempo de conversão e de salvação

Iniciamos hoje, com a missa de imposição das cinzas, na Sé Catedral Metropolitana de Santo Antônio, em nossa querida Arquidiocese de Juiz de Fora, a Santa Quaresma. A Quaresma é o tempo propício de mudança radical de vida, de penitência, de oração sincera e de esmola.

Ouvimos hoje o apelo de Joel, um doce convite à conversão: "Voltai para mim de todo o coração"(cf. Jl 2,12-18). Diante dos bens efêmeros deste mundo somos chamados a virtude do desapego. Assim, somos chamados a pedir a Deus Pai: "Voltai para mim com todo o coração!" Deus, benigno e misericordioso, está sempre aberto para acolher e perdoar a todos os pecadores. Não há pecado, pessoal ou coletivo, que não é perdoado, bastando para isso a necessidade ingente de arrependimento, de emenda de vida e propósito de não mais pecar. Assim, esse tempo penitencial da Quaresma, é o tempo oportuno de voltar o olhar para Deus, restabelecer a fidelidade à Palavra da Vida, deixando-nos conduzir pela Palavra Viva, na busca do bem, da virtude e do que é sublime.

Num segundo momento, a liturgia deste início da Quaresma, somos convidados à Reconciliação. "Deixai-vos reconciliar com Deus"(cf. 2 Cor 5,20-6,2). O que é o pecado? São Paulo responde para nós que o pecado é um desacordo, um estado de inimizade, entre o homem e Deus. Por isso este afastamento de Deus deve ser superado, urgindo restabelecer a harmonia. Nesse sentido o tempo quaresmal é o momento propício para rever hoje a nossa relação pessoal, coletiva, comunitária, eclesial, familiar com Deus, porque esse é o tempo favorável, agora é o dia da Salvação.
.
Mateus enumera três graças que nos são oferecidos neste tempo da Quaresma: a esmola, a oração e o jejum. A Esmola, agradável a Deus, é aquela feita de maneira discreta, permanente, singela, entrando na dinâmica daquele que bate em nossa porta pedindo ajuda para as suas mais variadas necessidades. Por isso somos chamados a partilhar os dons e os bens que não somos donos, mas apenas administradores. A Oração é o encontro pessoal com o Senhor Deus. Um encontro que não se resume na repetição de orações, de fórmulas, ou na récita sem compromisso do Rosário. A Oração viva é aquela que se transforma em diálogo com Deus para entender e aceitar o seu projeto de salvação. Oração que é abertura do coração para dispor e acolher os planos de Deus em nós, sempre procurando o lugar exato da singeleza desse encontro generoso e santificador. Por fim vem o Jejum, como expressão da doce alegria da presença do Reino de Deus no mundo. O profeta Isaías no seu capítulo 58,1-12, expressa o modo correto de se fazer o jejum que agrada a Deus: "Acaso o jejum que prefiro não é outro: quebrar as cadeias injustas, desligar as amarras do jugo, tornar livres os que estão detidos, enfim, romper todo o tipo de sujeição"(cf. Is 58,8).

Assim neste tempo penitencial ouçamos o apelo de São Clemente I, papa: "Obedeçamos, portanto, à sua excelsa e gloriosa vontade. Imploremos humildemente sua misericórdia e benignidade. Convertamo-nos sinceramente ao seu amor. Abandonemos as obras más, a discórdia e a inveja que conduzem à morte. Sejamos humildes de coração, irmão, evitando toda espécie de vaidade, soberba, insensatez e cólera, para cumprirmos o que está escrito. Pois diz o Espírito Santo: Não se orgulhe o sabido em sua sabedoria, nem o forte com sua força, nem o rico em sua riqueza; mas quem se gloria, glorie-se no Senhor, procurando-o e praticando o direito e a justiça"(cf. Jr 9,22-23; 1Cor 1,31).

Que este tempo da Quaresma, iniciado com o jejum e a abstinência de carne, nos fortaleça na prática da penitência para combater o espírito do mal e estabelecer entre nós a Fraternidade na Segurança Pública, porque somente haverá tranqüilidade social, "Quando a Paz é o Fruto da Justiça". Boa Quaresma! Que nossos fiéis procurem a confissão auricular para um boa confissão, espírito de arrependimento e de mudança de vida, nas busca da graça santificante para sermos discípulos-missionários de Jesus para que o mundo creia que Ele é o Senhor!

+ Eurico dos Santos Veloso
Administrador Apostólico de Juiz de Fora (MG).

Um comentário:

  1. Prezado irmão no sacerdócio parabéns pelo blog...tenha uma santa quaresma!
    Pe.Gilberto
    www.gilbertomoretto.zip.net

    ResponderExcluir